Boletim Informativo

Cadastre seu e-mail abaixo e receba nossos informativos:

» » Saiba como Treinar e Desenvolver sua Empresa

Como montar um plano de Treinamento e Desenvolvimento para sua empresa
A partir do momento que os líderes realmente acreditam que através do desenvolvimento das suas equipes poderão ter um resultado na perpetuidade e lucratividade da sua empresa, é o momento de estruturar um plano para chegar a estas metas.
Este plano começa com a conceituação de fundamentos básicos:
  • O primeiro fundamento a ser conceituado é a função de treinamento que é qualquer atividade que contribua para tornar uma pessoa competente para exercer as suas atividades, aumentar sua capacidade para suas funções atuais e prepará-la para novas oportunidades.
  • O segundo fundamento oriundo deste conceito é a questão de competência. Competência é a soma de conhecimentos, habilidades e atitudes. Portanto para julgar se um colaborador é competente é preciso analisar três aspectos que se complementam. A próxima ilustração esclarece e bem este conceito.
Será que sua equipe é competente para desempenhar as tarefas que elas realizam? Vamos agora ver na prática como podemos estruturar um plano de treinamento?

Estruturando um plano de treinamento
Segundo as normas da ISO 10015, o Processo de Treinamento deve ser dividido em quatro etapas:
  • Identificação das necessidades de treinamento.
  • Planejamento e programação do treinamento.
  • Execução do treinamento.
  • Avaliação dos resultados do treinamento.
 Identificação das necessidades de treinamento
O gestor neste momento precisa ter uma visão clara dos membros da sua equipe para poder fazer a clara identificação das reais necessidades de treinamento. É neste momento que ele identifica o nível de eficiência e competência do seu colaborador e compara com os níveis desejados para aquela função.
A partir disso o líder começará a construir o que seus colaboradores deverão aprender para atingir o patamar desejado para executar a sua função com maestria.
Planejamento e programação do treinamento
A partir do momento que as lideranças identificaram as reais necessidades de treinamento, o planejamento do programa de treinamento irá desenvolver a estrutura conteúdo a ser abordado, de forma sinérgica com o público-alvo e da cultura da empresa. Neste momento também definiremos os recursos que serão necessários para atingir este objetivo.
Uma forma simples de estruturar esta fase é usar a ferramenta 5W2H, que apesar do nome lembrar uma fórmula química, nada mais é do que transcrição em inglês de perguntas fundamentais em qualquer planejamento. Vejam o quadro:

Execução do treinamento
A execução do treinamento é o ápice de todo um planejamento. Se a execução não for bem feita compromete-se todo o programa. Para isso devem-se concentrar esforços para que esta parte do processo seja bem sucedida.
Voltando a Crotonville, nossa referência em treinamento de profissionais, tanto Jack Welch (chamado de executivo do século pela revista Fortune) quanto Jeff Immelt atual presidente da GE, visitam Crotonville, acompanham e discutem com os alunos durante as aulas a cada quinze dias. Como podemos ver é uma questão de estabelecer prioridades.
Avaliação dos resultados do treinamento
Indicadores são essenciais ao planejamento e controle dos processos das organizações porque possibilitam o estabelecimento de metas quantificadas. Com base nestes indicadores podemos elaborar análises críticas do desempenho dos processos de treinamento e desenvolvimento, e redirecionar caso seja necessário, para novos pontos onde poderemos atingir os objetivos previamente traçados.
Vamos listar alguns exemplos de indicadores que poderemos utilizar para avaliar um programa de treinamento:
  • índice de satisfação de clientes
  • tempo médio de produção
  • taxa de assiduidade
  • taxa de rotatividade
  • taxa de não conformidades
  • crescimento de vendas
  • aumento de lucratividade da empresa
Treinamento não substitui gerenciamento
Como forma de conclusão e reflexão, não devemos considerar o treinamento como uma ferramenta única de desenvolvimento das equipes. Ele não substitui o gerenciamento adequado das equipes e cabe aos bons líderes colaborarem para que o aprendizado obtido nos treinamentos torna-se uma ferramenta efetiva de sucesso. A melhora das competências de um membro da equipe não depende somente dele. Depende também da equipe e principalmente dos gestores que irão apoiá-lo e conduzi-lo para patamares superiores de performance. E se o seu objetivo é ter lucratividade sustentável para sua organização, faço como a GE e crie sua Crotonville, afinal só a capacitação e qualificação da sua equipe poderá garantir a perpetuidade com rentabilidade para sua empresa.

Por Nilson Redis
Fonte - Blog - RH na Pratica | Por Talita Helena

Postador Talita Helena

«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe uma resposta

Primeiramente obrigado por acessar o Portal Gestão de Pessoas, e por participar deixando seu comentário ou pergunta.

Caso seja necessário estaremos moderando e respondendo seu comentário e/ou pergunta. Seja cordial no que escrever e veja se sua dúvida já não foi questionada e respondida em outros comentários ou artigos no site.

Agradecemos sua visita e volte sempre!

Vanderlei Moraes
Administrador do Portal