Boletim Informativo

Cadastre seu e-mail abaixo e receba nossos informativos:

» » » » » Conceito de dado, informação e comunicação

Por Leonardo Marioto

As pessoas necessitam da comunicação para se relacionarem umas com as outras, uma vez que nós não vivemos isolados, e, muito menos, em uma organização onde o ato de transferência de mensagens é constante e vital para o seu funcionamento.

O processo de comunicar e a clareza com que as informações são passadas são de extrema importância para o crescimento da empresa como um todo. Uma corporação que não possui uma comunicação clara criará barreiras que irão impossibilitar o seu crescimento, levando a uma grande desordem de pensamentos e objetivos.


As formas de comunicações são dadas pelas características culturais de uma empresa, podendo ocorrem em fluxos verticais, horizontais e etc., caracterizando o modo em que as coisas são transpassadas entre seus participantes. A meu modo de ver, as informações devem possuir um fluxo contínuo entre cada funcionário que ali trabalha, e as barreiras da comunicação devem ser quebradas a todo e qualquer instante, se assim for preciso. Ressalto também, que algumas informações são restritas onde o bom senso torna-se necessário.

Existem três conceitos preliminares que englobam a comunicação. Dado, informação e a comunicação em si. Um banco de dados é um conjunto de dados aleatórios sobre diversos assuntos que, ao se combinarem de maneira correta, se tornam úteis para a empresa. Feita a combinação destes dados obtemos uma informação que é este conjunto de dados com formas e significados válidos, diminuindo a incerteza para a tomada de decisão em qualquer escala organizacional. Em último lugar temos a comunicação que é quando a informação é passada para outrem a tornando comum entre duas ou mais pessoas. A informação transmitida, porém não compreendida pelo destinatário, não pode ser chamada de comunicação.

A comunicação é a base para a construção de uma empresa sólida. Saber como passar uma informação é de grande valia para qualquer pessoa, principalmente se esta almeja cargos executivos e de tomada de decisões.

Bibliografia: CHIAVENATO, Idalberto. Recursos Humanos – O capital humano das organizações; São Paulo, editora Campus, 2009.

Mais artigos disponíveis em: http://discutindoadm.com/

Postador Leonardo Marioto

«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe uma resposta

Primeiramente obrigado por acessar o Portal Gestão de Pessoas, e por participar deixando seu comentário ou pergunta.

Caso seja necessário estaremos moderando e respondendo seu comentário e/ou pergunta. Seja cordial no que escrever e veja se sua dúvida já não foi questionada e respondida em outros comentários ou artigos no site.

Agradecemos sua visita e volte sempre!

Vanderlei Moraes
Administrador do Portal