Boletim Informativo

Cadastre seu e-mail abaixo e receba nossos informativos:

» » » » » A melhor forma de networking é ir direto ao ponto

Por Mark Dixon 

Qual é a melhor forma de fazer networking? Hoje, quase todo mundo mantém um perfil no LinkedIn, no Twitter e/ou no Facebook. Além das conexões virtuais, muitos profissionais também participam regularmente de eventos e cursos, onde conhecem pessoas e se atualizam sobre as novidades em seus setores.

O desafio do networking, porém, não é ampliar ao máximo sua rede, mas conhecer as pessoas certas no contexto certo. Por isso, apesar de reunir algumas das figuras mais influentes do planeta, o Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça, por exemplo, não necessariamente é a melhor oportunidade do mundo para fazer contatos.
Networking eficaz não tem a ver com criar intimidade com nomes de peso. As pessoas que você precisa conhecer nem sempre são as que acha que deveria conhecer. Com algumas perguntas em um momento oportuno, você poderá descobrir que o porteiro ou o estagiário é o intermediário certo para chegar a um contato importante, por exemplo.
Quando finalmente chegar ao contato que importa, aquele que vai tomar as decisões, o importante é não hesitar. Eu, por exemplo, não me importo quando as pessoas me abordam diretamente. Mas não gosto quando me fazem perder tempo com desculpas "pelo inconveniente" ou "por me interromper". Isso não é ser atencioso, isso é ser inseguro.
Também já fiz ótimos contatos ao acaso: em uma estação de esqui, em uma fila de aeroporto ou literalmente esbarrando em pessoas no corredor. Chame tais situações de sorte, se quiser, mas você certamente não se beneficiará desse tipo de networking inesperado se andar por aí sempre com seus fones de ouvido, olhando para o celular ou evitando falar com “estranhos”.
Além disso, é preciso olhar para si mesmo. As pessoas se destacam em diferentes ambientes sociais, então aposte no que for melhor para você. Se nenhuma situação disponível de networking fizer o seu tipo, por que não organizar um?
Finalmente, há algo que prende muitas pessoas a determinado patamar na carreira: a falta de coragem. Se você quer sucesso com o networking,vá direto ao ponto. Seja atencioso, criativo, arrojado e seja cordial. Mas, acima de tudo, faça acontecer.
Mark Dixon é o fundador e CEO da Regus,empresa que oferece espaços de trabalho flexíveis

Postador Vanderlei Moraes

«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe uma resposta

Primeiramente obrigado por acessar o Portal Gestão de Pessoas, e por participar deixando seu comentário ou pergunta.

Caso seja necessário estaremos moderando e respondendo seu comentário e/ou pergunta. Seja cordial no que escrever e veja se sua dúvida já não foi questionada e respondida em outros comentários ou artigos no site.

Agradecemos sua visita e volte sempre!

Vanderlei Moraes
Administrador do Portal